Edição 351
Maio 2015


Edição 350
Abril 2015


Edição 349
Março 2015


Edição 348
Janeiro 2015


Special Issue
2015


Edição 347
Dezembro 2014


Edição 346
Novembro 2014


Edição 345
Outubro 2014


Edição 344
Setembro 2014


Edição 343
Agosto 2014


Edição 342
Julho 2014


Edição 341
Junho 2014


Brasil Mineral OnLine - 598 - 17/4/2013
EFVM

Vale transforma dormentes usados em carvão vegetal

A Vale desenvolveu projeto inédito para transformar dormentes usados da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) em carvão vegetal de alta qualidade, a ser comercializado com siderúrgicas da região. Os dormentes eram anteriormente utilizados como peças de decoração, pavimentação e mourão para cercas, um mercado ainda muito restrito diante da geração anual deste material. Outra solução era a incineração total do material através de empresas terceirizadas especializadas neste tipo de processo. Com o projeto, desenvolvido em parceria com empresa capixaba, a EFVM pretende eliminar o atual passivo de 30 mil t de dormentes. O contrato prevê o fornecimento de 72 mil t do material ao longo de 53 meses à empresa, que construiu uma fábrica em Aracruz (ES) para recebê-lo e processá-lo. O projeto vai gerar economia de R$ 10 milhões para a Vale, com o corte de custo com o pagamento de frete para o transporte das peças usadas e sua destruição. Além disto, será gerada uma receita de R$ 180 mil à Vale durante o período de vigência do contrato. O processo evita também o gasto de 16 milhões de l de água, que seriam usados na manutenção do ciclo de colheita de sete anos do eucalipto. O primeiro passo para a produção do carvão vegetal é o controle do processo de carbonização dos dormentes, realizada em fornos fechados especialmente desenvolvidos para esta atividade. O projeto conta com um sistema de controle de emissões que utiliza uma tecnologia inovadora para evitar a emissão de gases tóxicos no ambiente, sendo resfriados rapidamente e tratados. Só, então, são liberados para a atmosfera sem perigo à saúde humana. Todo o processo é monitorado periodicamente através de amostragem na chaminé, garantindo que o sistema seja operado respeitando o meio ambiente. A parceria prevê ainda o rastreamento total do material, desde o local onde ele está estocado até a sua transformação em carvão vegetal, eliminando, assim, a possibilidade da utilização incorreta dos dormentes.


  >> FERTILIZANTES
       MBAC anuncia aumento de financiamento

  >> MINÉRIO DE FERRO
       MMX revê plano de investimentos

  >> SIDERURGIA
       Geração Futuro perde na eleição de Conselho da Usiminas

  >> VANÁDIO
       Largo Resource pode ter retorno de 40% em projeto

  >> ALUMÍNIO
       Consumo interno cai 1,6% em 2012

  >> AÇO
       Consumo aparente deve crescer em 2013 e 2014

  >> DIAMANTES
       BHP conclui venda de negócios para a Harry Winston

  >> DIREITOS MINERÁRIOS
       MMX renova arrendamentos com a Cefar até 2034

  >> COBRE
       Rio Tinto deve ter produção comprometida com acidente nos EUA

  >> ABM
       Alfredo Huallem assume presidência da entidade

  >> ALACERO
       Entidade recebe novo padrão ISO

  >> WORKSHOP
       UFMG promove encontro sobre novidades do Código Mineral

  >> CURSOS
       Adimb promove Greenstone Gold Metallogeny em junho

  >> CERÂMICA
       Incenor adquire mais um forno e amplia produção



Busca:












Caterpillar_Sustentabilidade







2017 ® Signus Editora Ltda. Todos os direitos reservados.